fbpx

Competências Socioemocionais: Como desenvolver o ensino a distância na educação infantil

Mês das crianças: 8 livros infantis que toda criança deveria ler!
outubro 23, 2020
10 dicas para incentivar o hábito de leitura nas crianças
dezembro 11, 2020

A educação a distância, em consequência da COVID-19, tem se mostrado bastante desafiadora, sobretudo para crianças. E um dos aspectos que vêm sendo afetados é o desenvolvimento e a aplicação das competências socioemocionais.

Por falta do convívio escolar, as crianças podem mudar o comportamento. Algumas se tornando mais retraídas, outras apresentando comportamento mais irritadiço. Por esse motivo, é importante desenvolver as competências socioemocionais mesmo no ensino remoto. Continue a leitura e veja nossas dicas de como fazer isso.

Competências socioemocionais: o que é e qual sua importância?

São habilidades que precisam ser desenvolvidas para lidarmos com nossas emoções. Elas estão ligadas à nossa capacidade de encarar o cotidiano, de conviver com outras pessoas e de trabalhar. Assim como, de pensar, agir, decidir e também à características como curiosidade, criatividade, confiança e empatia.

No entanto, quando falamos de competências socioemocionais, não estamos falando apenas sobre a timidez de um criança ou sua desenvoltura. Também precisamos pensar em como ela se relaciona com os colegas e os professores, como se comporta sozinha ou em grupo e como toma decisões. 

Todos esses fatores afetam o aprendizado e o desenvolvimento das crianças, por isso é essencial trabalhar as competências socioemocionais nos programas escolares. Principalmente, porque a escola é o segundo espaço de socialização mais importante para os pequenos.

Quais as habilidades mais aplicadas na educação infantil?

São várias as competências socioemocionais que precisam ser trabalhadas na educação infantil. Porém, algumas se destacam. Confira a seguir alguns exemplos:

  • Autoestima: aprender a gostar de si mesmo e apreciar sua capacidades;
  • Empatia: compreender as emoções e os sentimentos do outro;
  • Ética: ter a capacidade de avaliar sua conduta e a dos outros com base nos valores da sociedade;
  • Paciência: lidar com situações desagradáveis com autocontrole;
  • Confiança: estar seguro de si e do outro, além de agir com firmeza;
  • Responsabilidade: cumprir com deveres e obrigações, assim como assumir as consequências dos seus atos, sejam elas positivas ou não.
  • Autonomia: ter segurança para tomar as próprias decisões.

Como trabalhar as competências socioemocionais no ensino a distância para crianças?

Mais do que conhecer esses conceitos, é preciso identificar como eles podem ser incluídos no ensino infantil. Além disso, é necessário pensar como eles podem ser ensinados na prática. Confira a seguir algumas dicas de como trabalhar as competências emocionais em aulas a distância:

  • Seja flexível: Isso serve tanto para os professores quanto para os pais. Ao invés de aumentar a quantidade de conteúdo por aula e a cobrança sobre as atividades, abra um espaço para comunicação. Conte sobre as suas dificuldades e ouça o que as crianças têm a dizer, além de permitir que elas conversem entre si. 
  • Apoio da família é fundamental: por estarem passando praticamente todo tempo com os pais e irmãos, problemas no meio familiar podem levar a problemas no aprendizado. Por isso, lembre-se de como é importante um ambiente familiar sólido também para os estudos.
  • Invista em atividades variadas: tarefas criativas, trabalhos em grupos e maneiras diferentes de fazer com que os alunos interajam. Pense em diferentes formas de levar as crianças a se expressarem e aprenderam mais sobre si mesmas. Também é importante que os pais desenvolvam atividades variadas e lúdicas nas horas vagas,

Gostou das nossas dicas e informações? Acompanhe nosso blog para mais informações e descubra como a Alfabeto se reinventou na pandemia.

Matrículas Abertas