fbpx

Propostas pedagógicas nos primeiros anos do seu filho: Creche ou educação infantil?

Como tornar a matemática mais amigável
novembro 29, 2017
Agendinha Cine
janeiro 17, 2018

Aquele tempo em que a criança pequena era deixada na escola só para dormir e comer enquanto os pais trabalhavam já se foi. Hoje a Educação Infantil é reconhecida como uma das etapas mais importantes ao desenvolvimento do indivíduo. Então pense muito antes de escolher onde seu filho irá passar a maior parte de seus primeiros anos de vida.

A criança pequena precisa de massinha de modelar, papéis para recortar, tintas para pintar, blocos e peças de construção, joguinhos matemáticos e linguísticos, experiências de Ciências e atividades que explorem a psicomotricidade. Por isso, nem tudo se resume em brincadeiras.

Especialistas afirmam que a manipulação é a estrutura da Educação Infantil brasileira. Por isso, garantir variedade nas atividades e materiais pedagógicos é imprescindível. As tarefas repetitivas, como copiar letras e palavras, não favorecem o aprendizado.

A melhor educação infantil é aquela que tem um projeto pedagógico bem consolidado, que faça sentido à criança, e dedica-se a criar espaços de formação para educadores e cuidadores, além de envolver a família no dia a dia escolar dos filhos e de sua aprendizagem.

Também deve garantir amplo espaço interno e externo, com segurança, e muita higiene, especialmente no refeitório, oferecendo refeições balanceadas, pensadas por uma profissional da área.

Mas brincar também faz parte, né?

As brincadeiras são a base do aprendizado na Educação Infantil. Uma parte delas é direcionada, mas, outra boa parte, tem de ser livre, respeitando o ritmo de cada um.

Parte dos pais (e de educadores) acha que quanto mais tarde a criança for para a escola, melhor. Outra defende que quanto mais cedo, mais ela irá se desenvolver e aproveitar os anos futuros, no Ensino Fundamental.

Uma pesquisa realizada nos EUA acompanhou 1.300 crianças, da maternidade aos doze anos, a cada quatro meses. Metade delas ficou em casa, sendo cuidada pela mãe ou babá. Outra metade foi para a pré-escola. Os dois grupos foram submetidos a testes para avaliar aprendizados. O grupo que frequentava a escola se saiu melhor em todos eles.

É possível também perceber a diferença entre crianças que frequentaram a Educação Infantil quando chegam ao Ensino Fundamental. Para especialistas que estudam o assunto, elas são mais sociáveis e apresentam um vocabulário bem mais rico.

Qual é melhor lugar?

O melhor lugar para o seu filho estar é sem dúvida na companhia dos seus pais. Mas sabemos que nem sempre isso é possível, por uma série de fatores como trabalho e desenvolvimento dos pais para proporcionarem uma estrutura melhor para o seu filho.

Então encontrar o melhor lugar para o seu filho se desenvolver cognitivamente e socialmente é muito importante. Acreditamos que não existem escolas perfeitas, mas sabemos que existe uma ideal para o seu filho.

Matrículas Abertas