fbpx

Gamificação na educação básica: saiba sua atual importância

O CE Alfabeto já está preparado para a volta às aulas presenciais!
janeiro 22, 2021
A importância das fábulas para o desenvolvimento das crianças
março 12, 2021

A estratégia da gamificação vem chamando cada vez mais atenção no meio educacional. Quando trabalhada junto às boas práticas pedagógicas, o método ajuda a criar novos cenários de aprendizagem que levam a uma motivação maior, uma vez que geram desafio e entretenimento. Nesse sentido, é preciso que tanto educadores quanto pais fiquem por dentro da importância da gamificação na educação básica.

Esta tendência faz dos alunos agentes na produção do próprio conhecimento, o que potencializa o aprendizado. Com isso, neste conteúdo vamos falar sobre esse tema tão importante e atual da educação. Confira:

Afinal, o que é Gamificação? 

Os jogos, inicialmente, eram associados apenas a diversão e entretenimento. No entanto, nos últimos anos eles estão sendo incluídos em estratégias educativas, muitas vezes tornando o processo mais  divertido e prazeroso.

A gamificação em si, surgiu com base nos jogos eletrônicos e se refere à utilização de recursos e também da lógica presente nos games para gerar experiências que potencializam o aprendizado. Ou seja, faz com que os alunos absorvam conhecimento de forma lúdica e divertida.

Mas atenção! Isso não quer dizer que a gamificação na educação básica se restringe apenas a jogar. Na verdade, tem mais a ver com pensar e agir como em um jogo. Isso quer dizer que se deve aplicar elementos e mecanismos desse universo em outros tipos de contexto. Dessa forma, o aprendizado através da gamificação irá ocorrer através do estímulo, a utilização de dinâmicas presente nos jogos e pela interatividade.

Gamificação na Educação Básica: como utilizar?

A estratégia da gamificação é capaz de trazer resultados satisfatórios para alunos de diferentes etapas de escolarização. Sua aplicação pode ocorrer tanto em ambientes virtuais, quanto analógicos e até mesmo mistos. Isto vai variar de acordo com o objetivo pedagógico.

Enfim, uma forma simples de utilizar a gamificação na educação básica é introduzir um sistema de desafios, com níveis de dificuldades e recompensas. Na educação infantil, por exemplo, esse processo pode ser integrado através de práticas centradas em interações e brincadeiras. Jogos virtuais para colorir são uma boa opção que contribui para a coordenação motora, dimensões espaciais e reconhecimento das cores.

Já no ensino fundamental, em seus anos iniciais, um bom exemplo é criar uma caça ao tesouro onde as letras do alfabeto ficam escondidas. Em seguida, se orienta a criança a explorar e descobrir as letras. Já nos anos finais do fundamental, crie jogos e aplique jogos matemáticos.

A aplicação de uma determinada matéria, pode ser transformada em uma missão, que deixe as crianças curiosas e interessadas. O ideal é fazer com que elas relacionem o conhecimento a um propósito. Isso pode ser feito através de desafios coletivos, com a disponibilização de pistas e dicas dadas pelo professor.

Como podemos ver, a gamificação pode ser utilizada de várias maneiras na educação básica. Com isso, se cria novas formas de se aplicar as disciplinas e se desenvolver o conhecimento. E lembre-se que é preciso adicionar recompensas, conquistas e vitórias, seguindo a lógica dos games.

Quer ficar por dentro de mais tendências da educação? O CE Alfabeto está sempre se renovando para acompanhar as melhores práticas educacionais e pedagógicas. Acompanhe nosso blog e confira informações sobre essas tendências e muito mais.

Matrículas Abertas