fbpx

Atividades e brincadeiras que ajudam a estimular a alfabetização das crianças

A importância das fábulas para o desenvolvimento das crianças
março 12, 2021

A alfabetização é um dos processos mais importantes do desenvolvimento infantil. Além de todos os métodos escolares para a alfabetização das crianças, existem atividades e jogos que podem não só facilitar, como também agilizar a aprendizagem delas.

Quer saber mais? Nos acompanhe no texto!

Atividades que facilitam a alfabetização

Criar um ambiente 

Uma das atividades que podem ser realizadas para estimular a alfabetização é criar um ambiente propício para esse desenvolvimento. Esse lugar deve incentivar a criança a ter contato com a escrita e com as mais variadas formas de comunicação.

Esse ambiente foi estudado por Emília Ferreiro, psicolinguista argentina, que desenvolveu o conceito deambiente alfabetizador. A conclusão dela, e de outros pesquisadores, foi de que um ambiente planejado para a alfabetização, além de proporcionar um desenvolvimento saudável desse processo, também agiliza a aprendizagem. 

Uma forma de criar esse ambiente é oportunizando que a criança tenha contato com livros infantis, por exemplo, fábulas e toda leitura escrita apropriada para cada faixa etária. Esse ambiente não precisa ser uma sala em específico, mas sim, lugares que possibilitam o contato da criança com as mais variadas literaturas. 

Portanto, levá-la recorrentemente para bibliotecas e outros tipos de lugares (que sejam mais lúdicos), também é uma forma de criar o ambiente alfabetizador.

A leitura precisa ser estimulada

O estímulo dos pais na alfabetização é fundamental para a criança. Ler e estimular a leitura dos pequenos pode aumentar não só o vocabulário deles, como também sua memória.

Mas, além de ler para seu filho ou aluno, é importante que esse estímulo ultrapasse isso, então, o chame para ler para você e faça com que isso seja uma atividade descontraída, sem tantas cobranças, porque isso pode fazer com que ele recue no aprendizado. Seus erros não devem ser vistos como coisas ruins!

Você pode pedir para ele reconhecer sílabas, sons de letras, ler palavras, entre outras coisas mais simples, isso vai ajudá-lo a desenvolver mais rápido a leitura e a escrita. Não somente, poderá dar o primeiro passo do hábito da leitura para a vida toda.

Utilizando a tecnologia

As crianças, cada vez mais cedo, são expostas à tecnologia, seja internet, smartphones, tablets ou computadores, muitas vezes ela passa o dia inteiro nessas ferramentas se não houver o cuidado dos pais. Entretanto, uma vez que essa tecnologia é uma integração quase inevitável, podemos fazer dela uma ferramenta de aprendizado.

Sendo assim, existem muitos aplicativos que ajudam no processo de alfabetização, e por serem voltados para as crianças, além de serem lúdicos, possuem as vantagens tecnológicas de animações, ilustrações e jogos, o que desperta um interesse imediato.

Alguns dos aplicativos são:

  • Graphogame: desenvolvido pelo Ministério da Educação, ajuda na leituras das letras, sílabas e palavras;
  • Bini ABC: são vários jogos que ajudam no processo inicial da alfabetização;
  • Eduedu: nesse aplicativo as crianças realizam um teste, neste, serão avaliados os pontos que precisam ser melhor desenvolvidos por elas. Com isso, os jogos disponibilizados serão voltados para essas melhorias.

Brincadeiras para estimular a criança

As brincadeiras, além de serem uma ótima ferramenta de aprendizagem, também são excelentes para estreitar os laços e fortalecer o vínculo entre pais e filhos e professores e alunos. Pensando nisso, segue abaixo duas brincadeiras que podem impulsionar a alfabetização da criança.

“Quebra-cabeça” com sílabas

Esse jogo é como um quebra-cabeça, só que ao invés de montar imagens, serão montadas palavras. Imprima várias palavras simples, de preferência de coisas que seu filho ou aluno possa associar facilmente, como nome de frutas, alguns objetos ou animais. 

Corte-as separando-as por suas sílabas. Junte esses recortes de sílabas e peça para que a criança forme alguma palavra. Você também pode utilizar imagens, por exemplo, mostre a ele a foto de uma maçã, ou mostre a fruta pessoalmente, e fale “você pode montar o nome dessa maçã no quebra-cabeça?”. Dessa forma, além do estímulo escrito, é exercido também o visual.

Rimas

Nas músicas, por exemplo, percebemos o quanto as rimas são utilizadas para criar sonoridade, correto? Mas você já percebeu que essa sonoridade nos estimula a lembrar a letra e a formar novas rimas?

Pois é, independentemente de como essas rimas forem abordadas, seja por meio de músicas, ou somente frases e palavras combinadas, elas ajudam a alfabetizar, uma vez que o cérebro é estimulado a fazer essa associação.

Portanto, chame seu filho(a) para brincar, estimule que ele(a) comece rimando coisas básicas: mão com pão, gato e mato, entre outras figuras. Posteriormente, as brincadeiras podem ir avançando de nível, passar para frases e até mesmo músicas. 

Gostaria de ler mais conteúdos como este? Acesse nosso blog e conheça a Alfabeto, escola que proporciona um ambiente estimulante, criativo e seguro para seus alunos!

Matrículas Abertas